Filme do Sonic 2, uma resenha. Por Victor Miller

“O melhor filme baseado em game”

Filme do Sonic 2

Filme do Sonic 2. Foto: Divulgação

Vi o filme do Sonic 2 e, mesmo eu sendo uma pessoa que tem as próprias opiniões e em muitos casos ser o “do contra”, neste caso sou obrigado a concordar inteiramente com o senso comum: o melhor filme baseado em game (pelo menos dos que eu vi), muito melhor que o primeiro também.

Tem várias referências não só aos games, como ao Sonic X, frases clichês etc. Tudo funciona muito bem e o roteiro é rápido, com acontecimentos intensos também, como tudo relacionado a série Sonic deve ser: rápido e intenso. No entanto, não passa a sensação de ser um “roteiro atropelado” em que você não entende as coisas.

O destaque vai mesmo para o Dr.Eggman feito pelo Jim Carrey, pois ele conseguiu ser o “Dr.Eggman” dos games, mas sendo o “Jim Carrey”. Consegue imprimir uma personalidade própria sem descaracterizar o personagem, e de fato, é um excelente ator.

Além disso, o Sonic aqui está mais “Sonic” também que o primeiro filme, já que em alguns momentos naquela primeira aventura eu achava que ele ficava levemente descaracterizado. Agora não, é o Sonic sendo 100% Sonic.

Fora que o filme é fofo sem ser careta, como Sonic sempre foi também. Tinha horas que eu dava uma leve risada no cinema e dizia “Muito fofo hahaha”.

E confesso que na hora dos créditos em si, meus olhos ficaram levemente suados. Já tinha conhecimento da cena pós-créditos também, e é lógico, já estou doido pelo terceiro filme.

LEIA MAIS

1 – Elden Ring, uma resenha. Por Pedro Zambarda

2 – Horizon Forbidden West, uma resenha. Por Pedro Zambarda

Filme do Sonic 2

Filme do Sonic 2. Foto: Divulgação

Saí do cinema, mais uma vez, com muito orgulho da série Sonic que acompanho já há 30 anos.

A trajetória do Sonic é isso: nasceu com todo mundo valorizando-o, teve alguns momentos de “deslizes”, teve sua reputação bem manchada e a SEGA podia fazer o “melhor jogo do mundo” que a mídia sempre arrumava um defeito, uma perspectiva e uma interpretação pra por uma “lente de aumento” pra dizer que “tal jogo era horrível”.

Só que sempre me encheu de orgulho o sucesso comercial que essa série, mesmo com boa parte das críticas sendo tão injustas, rende, sendo até hoje uma das marcas mais fortes do mundo dos games e uma verdadeira “máquina de fazer dinheiro” pra SEGA.

Tanto que todos os mascotes dos anos 90 já deram uma pausa em algum momento, exceto o bigodudo da Nintendo e o azulão da SEGA. As lendas acabaram permanecendo.

Recentemente, tínhamos o visual mais feio o possível do Sonic no cinema e todo mundo tinha certeza que o azulão nas telonas seria uma “bomba”. Acabou sendo mesmo, mas que explodiu como fogos de artifícios no céu, em que todos nós gritamos de empolgação e felicidade.

E a ideia é fazer uma cine-série do Sonic e agora teremos filmes recorrentes, assim como acontece com a Marvel e também o James Bond.

Sonic nos games, nos quadrinhos, no streaming e agora nos cinemas. Está em todos os lugares, deixando as crianças 10, 20, 30, 40, 50, 60 anos felizes.

Texto originalmente postado pelo autor no Facebook. Victor é jornalista.

Veja os vídeos da semana acima.

Conheça mais sobre o trabalho do Drops de Jogos acima.

Veja mais sobre a Geek Conteúdo, a produtora da Rádio Geek, parceira do Drops de Jogos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments