Após decisão favorável ao GamerAntifa na Justiça, Twitter reestabelece conta

Gamer Antifascista voltou; Gaules ainda não comenta o caso

GamerAntifa

GamerAntifa. Foto: Reprodução/Twitter

Em 31 de agosto de 2021, o Drops de Jogos noticiou com exclusividade que o autor da conta de esquerda GamerAntifa venceu em primeira instância contra o Twitter Brasil Rede de Informação Ltda. A decisão ainda não transitou em julgado, o processo não terminou, mas a rede social em nosso país reconheceu a decisão e reativou a conta.

O titular da conta postou um texto após a reativação. Leia:

Hoje é um péssimo dia pra quem não gosta de mim. Nesta época estranha, em que as big techs atentam contra a soberania nacional, não podemos desistir ou recuar diante das investidas. Foi o pensamento que me guiou desde o primeiro dia em que resolvi reaver o acesso a esta conta. +

Convenhamos que podem me chamar de muita coisa, mas não de covarde. Não sou perfeito, não quero ser exemplo pra ninguém e não faço questão de sustentar virtude alguma, até porque enquanto este perfil esteve atuante, mantive o anonimato. +

Dá pra falar bastante sobre essa história, já que no período em que estive suspenso houveram acusações e questionamentos bastante diversos a meu respeito. Uns diziam que eu queria me promover – o que não faz sentido para um perfil anônimo. +

Outros especulavam acerca da minha capacidade profissional diante do império chamado Twitter, que investiu uma considerável soma financeira neste caso, traduzida na contratação de um dos maiores escritórios de advocacia que o dinheiro pode pagar. +

Para o desgosto de alguns, além da segurança e da confiança no meu trabalho, sou do tipo que realmente acredita nas coisas que fala e faz, portanto, entre erros e acertos cá estou depois de um desgastante entrave de mais de dois anos nos tribunais. +

Sigo como parte da luta coletiva por um videogame mais inclusivo, diverso e representativo do que é a materialidade brasileira. Acredito no amadurecimento dos meios sociais que são caros para uma comunidade que inclui público, desenvolvimento, comunicação e pesquisa. +

Por fim, estou satisfeito com a sentença prolatada pelo douto Juízo da vara de origem e pelos acórdãos vindos dos desembargadores que julgaram os diversos recursos tentados e me deram a vitória em absolutamente todas as etapas processuais. +

Agradeço a todas as pessoas que me apoiaram nesse meio tempo. Não dá pra nomear porque a gente sempre acaba esquecendo alguém importante, mas não posso deixar de fazer justiça ao meu irmão e camarada @Fernando_HC_ e à audiência do @HolodeckDesign, essenciais nessa luta. +

Também agradeço nominalmente ao @pedrosolidus, que foi a primeira pessoa a se movimentar no meio jornalístico a respeito deste caso, olhando à frente e com os questionamentos corretos a respeito da postura das plataformas. +

É isso, Twitter. Não mexe comigo não que eu sou danado!

LEIA MAIS

1 – God of War Ragnarök: entre deuses e monstros. Uma resenha

2 – Opinião: Por que Punhos de Repúdio foi o game brasileiro que simboliza 2022 para mim?

GamerAntifa

GamerAntifa. Foto: Reprodução/Twitter

Relembre o caso

O Drops de Jogos cobre a censura desde o dia 1. Em março de 2021, relatamos que o ‘gancho’ do Twitter veio depois do GamerAntifa postar um corte de uma live de Twitch do streamer Gaules, influenciador de Counter-Strike e outros jogos. No recorte, o streamer atacou movimentos sociais de esquerda de trabalhadores sem propriedades no Brasil, como MST e MTST.

Gaules gravou um vídeo “contra o cancelamento” das redes sociais, afirmou que o vídeo é de 2019 e que mudou de opinião, sem dar maiores detalhes. O Movimento Brasil Live (MBL) tomou as dores da crítica ao streamer e expôs a conta do GamerAntifa.

A exposição do MBL foi responsável pela suspensão da conta, uma vez que o Twitter responde às denúncias de usuários feitas em massa e o movimento de direita é conhecido por fazer mobilizações agressivas como essa.

O DJ cobrou uma posição de Gaules durante todos os meses de suspensão. A censura durou mais de dois anos e foi tema de uma reportagem da revista Piauí.

LEIA MAIS NO DROPS DE JOGOS

Veja os vídeos da semana acima.

Conheça mais sobre o trabalho do Drops de Jogos acima.

Veja mais sobre a Geek Conteúdo, a produtora da Rádio Geek, parceira do Drops de Jogos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments