Riot Games terá que indenizar mais de mil mulheres em processo por discriminação

1.548 mulheres vão receber a indenização

Imagem: Riot Games

Imagem: Riot Games

Houve sequência no processo por discriminação de gênero que a Riot Games enfrenta. Um relatório foi divulgado e informou que 1.548 mulheres vão receber a indenização. Os pagamentos fazem parte do acordo de US$ 100 milhões da ação coletiva movida contra a empresa de League of Legends em 2018 sobre acusações de assédio sexual e uma cultura de trabalho tóxica.

Segundo o GamesIndustry.biz, esse acordo foi anunciado em dezembro de 2021 e aprovado em julho de 2022. De acordo com os termos do acordo, as 1.548 mulheres que trabalharam para a empresa receberá um pagamento inicial entre US$ 2.500 e US$ 5.000.

E há pagamentos adicionais que podem chegar até US$ 40.000. Os critérios vão depender do status do emprego e estabilidade do destinatário.

O processo mostrou que sete mulheres optaram por não participar do acordo. Após isso, a Riot vem trabalhando para melhorar sua imagem e principalmente sua cultura de trabalho e para isso irá lançar relatórios anuais de diversidade e inclusão para mostrar como anda o progresso.

LEIA MAIS

1 – God of War Ragnarök: entre deuses e monstros. Uma resenha

2 – Opinião: Por que Punhos de Repúdio foi o game brasileiro que simboliza 2022 para mim?

Imagem: Riot Games

Imagem: Riot Games

Em um relatório de 2021 que foi publicado em agosto de 2022, a companhia informou que mais de um quarto de toda equipe era representado por mulheres e mais de 20% da liderança global.

Com informações do Flow Games.

LEIA MAIS NO DROPS DE JOGOS

Veja os vídeos da semana acima.

Conheça mais sobre o trabalho do Drops de Jogos acima.

Veja mais sobre a Geek Conteúdo, a produtora da Rádio Geek, parceira do Drops de Jogos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Portal UAI.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments